sábado, 30 de abril de 2011

1ª reunião da 2ª Sessão Ordinária de 2011 da Assembleia Municipal de Portimão

O CDS-PP de Portimão esteve ontem presente na 1º reunião da 2ª Sessão Ordinária da Assembleia Municipal de Portimão, pelo nosso representante José Pedro Silva Caçorino.

No periodo antes da Ordem do dia foram apresentadas várias Moções e Propostas de Recomendação, entre estas 2 pelo CDS-PP.

1 - A primeira das Moções foi uma Proposta de Recomendação para que fossem mantidos os mesmos valores do Contrato Programa da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Portimão. Esta Moção vem no seguimento de ir contra a redução de 25% que todos os Contratos Programa vão ter para 2011. As razões da apresentação desta moção são óbvias, mas infelizmente não para a bancada do PS. Esta Proposta foi recusada com os votos contra de 11 deputados municipais da bancada do PS, 2 abstenções (deputado Jorge Santos e a Presidente da Junta de Freguesia de Portimão, Dra Ana Figueiredo)  e votos a favor das restantes bancadas. As razões para estes votos contra são sem qualquer sentido, apenas se vota contra porque se vota sempre contra tudo o que a oposição apresenta, mesmo que não haja qualquer questão política pelo meio;

2 - A segunda foi uma Moção de Protesto pelo atraso no pagamento dos ordenados dos professores das actividades extra curriculares. Consideramos que este tipo de situação é intolerável e inadmissível, 37 anos após o 25 de Abril de 1974, sendo um vergonhoso acto de desrespeito por quem trabalha e por aqueles que ajudam a assegurar uma das mais nobres e importantes funções do Estado, que é a Educação. Também esta Moção teve o voto contra de toda a bancada socialista de Portimão, alegando que a situação já estava resolvida e não fazia sentido apresentar esta Moção. Aliás, pode-se fizer que já vai sendo hábito o Executivo fazer estes pagamentos em véspera de Assembleias Municipais evitando assim constrangimentos de maior; 

A Assembleia continua na próxima 2ª feira com a 2ª reunião. 

Podem consultar a Moção de Protesto e a Proposta de Recomendação aqui

Sem comentários: