sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Gabinete Anti-Crise em Portimão não tem mãos a medir

Noticia do Site Parlamento Global

A Câmara de Portimão, criou o gabinete de combate à crise, e recebeu ao longo deste ano de 2009 centenas de pedidos de apoio a munícipes em dificuldades.

A autarquia atendeu desde a sua entrada em funcionamento, em Fevereiro passado, "2814 munícipes, a uma média de 14 por dia", informou Pedro Poucochinho, chefe de gabinete do presidente, Manuel da Luz.

Segundo dados disponibilizados pela autarquia, a Câmara de Portimão gastou perto de 200.000 euros em subsídios ao arrendamento (82.198 euros), verbas canalizadas para as Juntas de Freguesia para "apoio a agregados familiares em situação de grave carência económica, nomeadamente pagamento de rendas em atraso, apoio ao arrendamento, apoio à aquisição de óculos" (60.000 euros), comparticipação municipal de medicamentos (36.000 euros) e aquisição de bens de primeira necessidade (20.000 euros).

Nesta verba não se incluem outros apoios que foram prestados pelos serviços da câmara, como as reduções nas tarifas da água, atribuídas a 475 agregados familiares, a entrega mensal de bens de primeira necessidade através da Loja Social, que beneficia 120 famílias, apoio a pequenas obras e limpezas em habitações, feitas em 22 casas, ou passaportes seniores, que atingiram o número de 3.477, entre outros.

No subsídio de apoio ao arrendamento, a câmara passou de 43 casos em 2008 para 312 em 2009, enquanto na aquisição de bens de primeira necessidade foram apoiadas 189 famílias.

Na comparticipação municipal de medicamentos foram auxiliadas 174 famílias.

A Câmara revelou ainda que houve reduções dos Impostos Municipais sobre Imóveis e Transmissões e que está previsto um aumento de 5.000 euros para aquisição de bens de primeira necessidade, mas a verba global para o gabinete irá ser mantida em 2010.



E infelizmente, não me parece que algo vá mudar em 2010 !! Aliás, tudo indica que tudo vai piorar em Portugal. Basta olhar para os números do desemprego em Portimão para perceber que a situação está muito, mas mesmo muito complicada.

2 comentários:

João Bárbara disse...

De facto a situação em Portimão é muito preocupante, e pior ainda é que não parece estar a melhorar e 2010 vai ser muito mau, muito mau mesmo !!

Não sei precisar se a situação portimonense é pior ou melhor que a média do País, mas a mim basta-me saber que a situação é má para não ser importante saber dos outros.

Se olharmos para os números do desemprego, ou melhor ainda desafio-os a passar junto ao Centro de desemprego na rua da hortinha para perceber do que falo, e se passarem junto à lateral da Câmara percebem a crise social em que estamos.

O meu desejo é apenas que o pior não esteja ainda para vir.

João Bárbara disse...

De facto a situação em Portimão é muito preocupante, e pior ainda é que não parece estar a melhorar e 2010 vai ser muito mau, muito mau mesmo !!

Não sei precisar se a situação portimonense é pior ou melhor que a média do País, mas a mim basta-me saber que a situação é má para não ser importante saber dos outros.

Se olharmos para os números do desemprego, ou melhor ainda desafio-os a passar junto ao Centro de desemprego na rua da hortinha para perceber do que falo, e se passarem junto à lateral da Câmara percebem a crise social em que estamos.

O meu desejo é apenas que o pior não esteja ainda para vir.