terça-feira, 3 de novembro de 2009

CDS-PP “dá a vez” na vacinação contra a Gripe A


Excelente exemplo de humildade e de ter verdadeiramente as prioridades no lugar.

A vacinação foi proposta pela Direcção-Geral de Saúde (DGS), que contactou os partidos políticos para que indicassem o número de elementos considerados imprescindíveis ao seu funcionamento.

Sendo titulares de órgãos de soberania, os deputados foram incluídos no primeiro grupo do plano de vacinação, mas a decisão de a tomar é individual, havendo, em todos os grupos parlamentares, deputados que querem ser vacinados e outros que o rejeitam.

No caso do CDS-PP, João Almeida, secretário-geral do partido, explica que não irá indicar ninguém por considerar que “os grupos de risco, os idosos e os doentes crónicos" são prioritários.

"Se alguém no partido for infectado, nós saberemos adoptar os procedimentos adequados, mas pensamos que neste momento o número de vacinas não é suficiente para dar resposta e não faz sentido que seja dada prioridade a um partido político", justificou.

Sem comentários: