quinta-feira, 19 de março de 2009

CDS QUER OUVIR NO PARLAMENTO PRESIDENTE DA CIP POR CAUSA DO TGV



O CDS-PP vai requerer a audição do presidente da Confederação da Indústria Portuguesa no Parlamento para perceber se há "racionalidade económica" na decisão política quanto ao traçado do TGV.

"Queremos perceber se há racionalidade económica na decisão de natureza política que foi tomada", afirma Diogo Feio, depois de se saber através da Rede Ferroviária de Alta Velocidade (RAVE) que o ministro do ambiente deu "luz verde" ao troço de TGV entre Lisboa e Alenquer, que tem uma extensão de 30 quilómetros e passa pelos concelhos de Loures e Vila Franca de Xira.

Uma solução criticada pelo presidente da CIP, Francisco van Zeler, para quem o Governo optou por uma solução "absurda" e "inexplicavelmente" mais cara.

Van Zeler disse ainda que, "há decisões tomadas que não têm a publicidade devida. Numa altura em que se fala de crise, estamos preocupados com dados que dizem que um pequeno troço pode custar mil milhões de euros".

Para o Líder Parlamentar do CDS, "com esses mil milhões de euros, podem ser construídos escolas, hospitais", concluiu Diogo Feio.

Site do Grupo Parlamentar

Sem comentários: