sexta-feira, 27 de março de 2009

CDS CONSIDERA QUE GOVERNO ASSUMIU "INCOMPETÊNCIA OU INSUFICIÊNCIA" DO BANCO DE PORTUGAL AO CRIAR PROVEDOR DO CRÉDITO


Nuno Melo considera que o Governo assumiu a "insuficiência ou a incompetência" do Banco de Portugal na regulação e supervisão do sistema bancário ao determinar que o Provedor do Crédito funcione junto daquela instituição.

Para o Deputado do CDS-PP, "com isso, o Governo significa a insuficiência ou a incompetência do próprio Banco de Portugal porque a tarefa que vai ter o Provedor do Crédito já é uma competência do Banco de Portugal".

Nuno Melo defende que o Provedor de Crédito deveria funcionar junto do ministério da Economia, "que é quem tem o contacto" com as pequenas e médias empresas que "precisam de liquidez" e "estão com problemas de acesso ao crédito" e não junto do BdP como decidiu o executivo.

Sem comentários: